Ansiedade:Visão e Tratamento Ayurvédico

Chegamos em um momento da vida social humana em que há uma disputa entre duas “forças”. A primeira, a corrente de autoconhecimento e terapia natural vinda do oriente, após a explosão do Yoga e outras técnicas (como Acupuntura e o Ayurveda) nos Estados Unidos, que acabaram disseminando para boa parte dos países do lado de cá do mundo. A segunda corrente, digital e de certa forma etérea, onde as pessoas se relacionam, estudam e trabalham cada vez mais por  meios virtuais. As duas continuam o seu aumento significativo nos últimos anos. Mas talvez o apelo do capitalismo e os esforços das escolas de marketing tenham entregado certa vantagem à segunda corrente.
Urban girl striding through city area
Com isso, experenciamos uma mudança significativa no nosso estilo de vida, onde algumas situações e pessoas beiram os estereótipos e caricaturas apresentadas nos filmes de ficção de poucos anos atrás. Essa mudança, forçada pelo aumento exponencial do estilo de vida digital, oferece um ambiente e um tipo de relação pessoal completamente diferente aos nossos doshas, que acabam, em sua tentativa de compensação constante, criando desequilíbrios e doenças que se acumulam com o passar dos dias.

Epidemia de Vata em Indivíduos de outros Doshas

Nessa balança social há  uma parcela de indivíduos baseando suas vidas em práticas mais saudáveis e tentando “remar contra a maré”, e outra parte cada vez mais mergulhada em um mundo de constantes interações superficiais, e cada vez mais dependentes de smartphones, medindo sua “felicidade” de acordo com a sua capacidade de consumo. Essa segunda parte mais digitalizada, beirando o completo descontrole, passa cada vez menos a observar as reações do próprio corpo e a confiar cada vez menos na própria intuição. Cursos e trabalhos virtuais, aplicativos de grupos de vídeo online, jogos e realidade virtual: tudo isso afasta o ser humano de si e da terra (elemento), criando uma geração de indivíduos com determinação mais fraca, sonhos mais leves e pouca capacidade de assimilação de problemas.
benefits-of-anxietyEm suma, estamos em uma época em que o aumento significativo do dosha Vata nas pessoas traz desequilíbrios e doenças comuns, as chamadas doenças da moda ou do momento, e numa escolha mais trágica de palavras, “o mal do século”, como é chamada a ansiedade pelos especialistas do mundo.  Soma-se a isso um aumento geral desde meados do século passado do dosha Pitta, oriundo de uma celebração da praticidade, centralização da vida no trabalho e fé na ciência, além do aumento da influência solar no nosso planeta, gerando ondas de calor por quase todo o mundo.

Por que a Ansiedade atinge mais as Mulheres?

A situação do nosso cotidiano atinge especialmente as mulheres, que sofrem especificamente com a ansiedade. Isso porque as mulheres entraram definitivamente no cotidiano das empresas, e hoje são componentes essenciais do novo capitalismo. Porém, as mulheres não deixaram de precisar exercer suas atividades em casa (na sua maioria), e seguem acumulando funções no dia-a-dia. Trabalham fora, cuidam da casa e dos filhos. ansiedade-depressaoSofrem maior pressão interna e externa para alcançar o sucesso, já que a premissa do feminismo traz a igualdade incontestável entre homem e mulheres no ambiente de trabalho. Ou seja, se ela falhar, é porque é mulher. Esse fator, por si, já cria uma tensão inicial em qualquer atividade que a mulher venha a desempenhar. Podemos somar nessa conta da ansiedade características intrinsecamente femininas como indecisão, insegurança e a própria ansiedade, fatores  que sofrem constantes desequilíbrios nas variações hormonais femininas (como se as coisas já não estivesses difíceis o suficiente).

Quem tem maior tendência a sofrer com a Ansiedade?

Utilizando nossa lente ayurvédica e observando as pessoas nos seus biotipos e funções sociais, podemos facilmente pontuar que indivíduos com predominância do dosha vata devem se cuidar mais, se observar mais, e tentar sempre “minimizar os danos” dessa rotina vata. Esses indivíduos possuem uma tendência natural a extrapolar as características do seu dosha, sendo que facilmente a ansiedade pode se tornar crônica e passar a ser considerada como patológica. Da mesma forma, o isolamento físico e a capacidade que os indivíduos de vata têm para reviver erros passados indefinidamente, pode gerar também quadros de depressão profunda. Se somarmos a esse último quadro uma descompensação de pitta, chegamos facilmente a um quadro de tendências suicidas.

Sintomas mais Comuns

Se perguntarmos a pessoas que estão nessa mesma rotina corrida de trabalho, estudo, cursos, refeições rápidas,  redes sociais, entre outras premissas da nossa vida moderna, percebemos queixas comuns: insônia, falta de concentração, alteração no ciclo menstrual (mulheres) e impotência sexual (homens), ansiedade desproporcional, irritação, alterações de humor e stress, e muitas vezes lapsos de memória e pânico. Na investigação ayurvédica dos gunas, há algo comum entre eles: aumento das características do dosha vata.

Recomendações Simples que Fazem toda a Diferença

A simplicidade é a essência do que deve ser recuperado para evitar esse quadro de ansiedade e confusão mental. Tentar simplificar a rotina, criando pequenos marcos no dia para que não haja bagunça entre as tarefas pode ser um bom começo, principalmente para quem está desempregado ou trabalha em casa. Outra forma de diminuir esse aumento de vata e recuperar o kapha perdido pode ser a reintegração com amigos e parentes próximos, recebendo de forma regular uma quantidade de carinho e atenção. Para as pessoas que já apresentam quadro inicial ou avançado de ansiedade, interações físicas com pessoas podem ser muito importantes, principalmente com pessoas calmas e compreensivas.
14630886123_4c8c842014_oCom relação a práticas terapêuticas de rotina que podem ajudar, podemos tentar caminhar descalços na areia ou terra, mexer com a terra (jardinagem), aquisição de hobbies que exijam habilidades manuais, manutenção do kapha e o pitta com chás específicos, e principalmente práticas esportivas regulares, meditação e Yoga. Esses últimos podem levar a uma melhora de forma rápida e consistente, se realizados de forma assistida pelo terapeuta, professor de Yoga ou personal trainer, por exemplo. De acordo com a recomendação do terapeuta ayurvédico consultado, outras medidas podem ser tomadas de forma mais específica, de acordo com o dosha e histórico de cada um: auto-oleações e oleações no consultório, alteração da dieta e ajuste de condimentos, entre outras ferramentas que o Ayurveda oferece de forma personalizada.
Anúncios

Um comentário em “Ansiedade:Visão e Tratamento Ayurvédico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s